O preço não tem nada a ver com o custo do produto. Quem define o preço é o mercado”, disse um executivo da Mercedes-Benz, para explicar porque o brasileiro paga R$ 265.00,00 por uma ML 350, que nos Estados Unidos custa o equivalente a R$ 75 mil.

“Por que baixar o preço se o consumidor paga?”, explicou o executivo.

Participe no Protesto!

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Mantega diz que vai controlar preço do carro

Fonte: www.meufocusquebra.com

http://www.meufocusquebra.com/mantega-diz-que-vai-controlar-preco-do-carro/

Ao participar de audiência pública na Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara, hoje à tarde, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse que o aumento do IPI em 30 pontos percentuais para carros importados, decretado pelo governo e que vai começar a vigorar em 15 de dezembro, protege o trabalhador brasileiro.

“O cidadão é primeiro trabalhador e depois consumidor”, disse o ministro, em resposta a um questionamento do deputado Mendonça Filho, do DEM de Pernambuco, que criticou os preços dos carros brasileiros e a reserva de mercado que a medida representaria para a indústria automobilística brasileira.

O ministro disse que tem o compromisso das montadoras de que não haverá aumento de preço. Disse também que o carro vem aumentando abaixo da inflação, informação confirmada pelos estudos de mercado AutoInforme/Molicar.

Os aumentos fora do normal no preço dos veículos nacionais serão monitorados pelo governo. A audiência pública foi convocada para discutir possíveis abusos nas margens de lucro das montadoras instaladas no Brasil, assunto levantado em julho deste ano pela reportagem Lucro Brasil, postada neste blog.

Joel Leite

Nenhum comentário:

Postar um comentário