O preço não tem nada a ver com o custo do produto. Quem define o preço é o mercado”, disse um executivo da Mercedes-Benz, para explicar porque o brasileiro paga R$ 265.00,00 por uma ML 350, que nos Estados Unidos custa o equivalente a R$ 75 mil.

“Por que baixar o preço se o consumidor paga?”, explicou o executivo.

Participe no Protesto!

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Audiências debatem preços de carros nacionais e restrição a importados

O carro que o brasileiro compra é o mais caro do mundo? A pergunta movimentou duas comissões da Câmara nesta quarta-feira (23/11). Foram audiências públicas praticamente simultâneas em que não faltaram números comparando os preços dos veículos automotivos no Brasil e em outros países.
Na Comissão de Desenvolvimento Econômico, os fabricantes de veículos foram questionados sobre os valores cobrados. E na Comissão de Fiscalização Financeira e Controle, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, justificou o aumento de impostos sobre os veículos importados como uma medida em defesa do mercado nacional.

Créditos/Câmara Hoje:
Romualdo Amorim e Carol Cambiaghi - produção
GUIDO MANTEGA -- Ministro da Fazenda
Dep. Mendonça Filho (DEM-PE)
Dep. Luís Tibé (PTdoB-MG)
Luiz Moan Yabiku Jr. -- Pres. da Ass. dos Fabricantes de Veículos
Dep. Miguel Corrêa (PT-MG)

Nenhum comentário:

Postar um comentário