O preço não tem nada a ver com o custo do produto. Quem define o preço é o mercado”, disse um executivo da Mercedes-Benz, para explicar porque o brasileiro paga R$ 265.00,00 por uma ML 350, que nos Estados Unidos custa o equivalente a R$ 75 mil.

“Por que baixar o preço se o consumidor paga?”, explicou o executivo.

Participe no Protesto!

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

IPI maior: Países reclamam na OMC contra protecionismo brasileiro

http://www.noticiasautomotivas.com.br/ipi-maior-paises-reclamam-na-omc-contra-protecionismo-brasileiro/

Austrália, EUA, União Européia, Japão, Coréia do Sul, Colômbia e Hong Kong uniram forças para criticar a ação do governo brasileiro que elevou que somou mais 30% sobre as alíquotas de IPI para carros importados.
A delegação internacional foi à OMC para reclamar das medidas “inconsistentes” com as regras do mercado internacional. O grupo pediu a suspensão da medida e promete reagir de forma oficial com queixa formal contra o Brasil.
Se o país não rever sua política comercial, a aliança de países promete entrar com uma ação contra o Brasil, e já teria até consultado suas empresas com interesses no Brasil sobre a idéia.
Caso haja uma ação na OMC, o processo vai durar meses, e somente o Brasil sairá ganhando, pois na teoria a medida é válida por apenas um ano.
Mas uma vez a pressão internacional se faz ouvir, mas até agora só ameaças. E nessa história, que continuam pagando por tais medidas é o consumidor brasileiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário