O preço não tem nada a ver com o custo do produto. Quem define o preço é o mercado”, disse um executivo da Mercedes-Benz, para explicar porque o brasileiro paga R$ 265.00,00 por uma ML 350, que nos Estados Unidos custa o equivalente a R$ 75 mil.

“Por que baixar o preço se o consumidor paga?”, explicou o executivo.

Participe no Protesto!

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Países criticam aumento do IPI para importados na OMC

http://motordream.uol.com.br/noticias/ver/2012/02/02/paises-criticam-aumento-do-ipi-para-importados-na-omc

Representantes de diversos países se dizem prejudicados pelas medidas adotadas pelo governo brasileiro

por Túlio Moreira
MotorDream


De acordo com a Agência Estado, representantes de Austrália, Estados Unidos, Hong Kong, Coreia do Sul, Japão, Colômbia e da União Europeia criticaram as medidas restritivas adotadas pelo governo brasileiro em relação ao aumento do IPI para veículos importados. As críticas foram feitas na sede da Organização Mundial do Comércio (OMC), em Genebra (Suíça). Os representantes dos países listados alertaram sobre a possibilidade de entrarem com recursos legais contra as medidas, apesar da burocracia da entidade mundial para julgar contestações desse gênero.

A princípio, a determinação de elevar em até 30 pontos percentuais o IPI para veículos estrangeiros no mercado nacional é válida até dezembro deste ano. Entrar com um pedido formal de contestação na OMC, contudo, provavelmente ultrapassaria este prazo. Segundo a Agência Estado, o debate que condenou a medida brasileira em Genebra foi capitaneado por representantes da Austrália. O discurso geral se concentra no argumento de que o comportamento do Brasil pode representar riscos para a igualdade nas relações comerciais no futuro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário