O preço não tem nada a ver com o custo do produto. Quem define o preço é o mercado”, disse um executivo da Mercedes-Benz, para explicar porque o brasileiro paga R$ 265.00,00 por uma ML 350, que nos Estados Unidos custa o equivalente a R$ 75 mil.

“Por que baixar o preço se o consumidor paga?”, explicou o executivo.

Participe no Protesto!

quinta-feira, 17 de maio de 2012

Venda de importados cai 28%. E vão desabar.

http://omundoemmovimento.blogosfera.uol.com.br/2012/05/14/venda-de-importados-caem-28-e-vao-desabar/
 
– Presidente da Abeiva diz que daqui para frente os importadores terão que repassar os custos do aumento do IPI

As vendas de carros importados caíram 12,8% em abril em relação a março, com apenas 13.666 unidades. A queda em relação a abril do ano passado foi maior, de 28,1%.
“Os primeiros sinais da influência da alta do IPI começam a aparecer”, disse Flavio Padovan, presidente da Abeiva, a associação dos importadores. Ele fez referência ao Super IPI, que aumentou em 30 pontos percentuais o imposto para carros importados fora do eixo Mercosul/México.
Padovan disse estar preocupado, pois a partir deste mês, os estoques de automóveis das associadas com o antigo IPI devem estar chegando ao fim. “Daqui pra frente as empresas terão de iniciar o repasse de custos. Com isso, a tendência dos carros importados é de queda significativa nos volumes de vendas. A nossa preocupação é grande, pois com a perda de competitividade tememos pelos empregos gerados no setor de importados que atualmente é de 35.000 trabalhadores, com uma rede de 882 concessionárias”, disse o dirigente.
No acumulado de janeiro a abril as vendas chegaram a 47.380 unidades, uma queda de 9,2% em relação ao mesmo período de 2011.  No mesmo período o mercado brasileiro teve queda de 3,1% nas vendas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário